sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Padre Zé

Nossa homenagem, de forma bem humorada de lembra a falta que ele nos faz.

Dizem as más línguas que nos tempos antigo, quando os padre tinham como meio de transporte uma burra (nunca entendi a preferência por fêmeas...), Padre Zé, ainda bem novo, ia andando em cima de seu animal de estimação por uma vereda da vida, quando avistou uma menina de seus sete, oito anos puxando uma vaca; a menina quando avista o vigário e exclama:

- a bênção seu padre, me ê um santinho.

O padre então tira um santinho do bolso da batina, olha pra menina e diz:

- Minha filha, que mal lhe pergunte, pra onde você vai assim puxando essa vaca?,

No que, responde a menina:

- seu vigário eu estou levando a vaca aqui pra pertinho. pra o curral do vizinho, pra ela tomar cria mais o touro...

O padre achou um absurdo, uma criança ser incumbida de tamanha e estranha tarefa, então indignado, pergunta a menina:

- MINHA FILHA VOCÊ NÃO NÃO TEM PAI, NÃO?

E a menina, inocentemente responde:

- tenho sim senhor vigário, mas só serve se for o touro!

www.obecodofuxico.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por interagir conosco