domingo, 7 de setembro de 2014

MESTRES DO IMPROVISO


Oliveira de Panelas (homenageando Luiz Gonzaga)

Na fazenda Caiçara ele nasceu
Dia 13, dezembro o ano doze
Superar seu reinado ninguém ouse
Pois aos gênios o mundo se rendeu
Dezenove, oito nove, faleceu
Dia dois de agosto, triste dia!
A sanfona calou a melodia
O Baião não tem mais substituto
O Nordeste gemeu e botou luto
Pela falta de sua companhia.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por interagir conosco