domingo, 28 de setembro de 2014

DILMA PROMETE BENEFÍCIOS FISCAIS A IGREJAS EVANGÉLICAS QUE FIZEREM CASAMENTOS GAYS


Com a campanha eleitoral pautada por propostas de regulamentação estatal da prática do uranismo, a candidata a reeleição, Dilma Rousseff apresentou na manhã de hoje uma proposta que agrada tanto os setores pederastas da sociedade, quanto a evangélicos.
A proposta se resume a dar mais benefícios fiscais às igrejas que celebrarem casamentos gays.

“No que se refere à defesa das minorias, isso é algo muito importante”, declarou a presidente-candidata, depois de duas horas de reflexão.

Dilma aproveitou para defender a criminalização da “homofobia”, lembrando dados do IPEA segundo os quais a cada segundo são assassinados 56 milhões de homossexuais no Brasil pelo simples fato de serem gays. Também afirmou que esses crimes ocorrem porque as pessoas insistem ter opiniões sobre o assunto e em fazer piada de bichinha.

Sobre a posição vacilante de Marina, a candidata do PT foi enfática ao dizer que Marina não representa os gays porque é evangélica. Indagada se não via contradição em se aproximar dos evangélicos, Dilma afirmou que “não, veja bem, olha só, no que se refere ao aborto, eu sou a fav…”, mas subitamente o microfone foi cortado.

Procurada pela reportagem, Marina Silva reagiu da seguinte maneira: “Antes eu era indecisa com relação a essa questão, mas agora eu não sei bem se eu sou”.

Dilma afirmou, ainda, que, para celebrar sua política em relação à comunidade LGBT e aos evangélicos, já se comprometeu a organizar um casamento gay coletivo, a ser celebrado pelo Bispo Macedo no próximo mês, no Templo de Salomão, em São Paulo.

A proposta foi criticada pela Associação dos Pederastas de Brasília, que não concordam com a isenção fiscal para as igrejas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por interagir conosco