quarta-feira, 27 de agosto de 2014

POLITICAGEM

Quando é tempo de eleição
A coisa fica mudada,
Vejo na televisão
Com a cara mais lavada,
Propagando confiança
Também beijando criança
Essa corja descarada.

Meu Brasil está lascado,
Padece a população,
Porém renova o mandato
Dos ratos desta nação
Em cada cargo um larápio
Somos queijo do cardápio
Alimentando ladrão.

Tome santo e camiseta!
Tome bandeira também!
Entre palmas e discurso,
Um sorriso largo vem.
O discurso não é novo
Contudo engambela o povo,
Que se vende por vintém.

Assim é nossa política,
Assim é nossa nação,
O povo atua no circo
De quebra ganha seu pão,
Pois a bolsa eleitoreira
Mata a fome brasileira
“E vicia o cidadão.”

Procuro ser complacente
Mas vou me tornando hostil
Aos poucos estou perdendo
Meu antigo amor servil
Vendo a mesma sacanagem
Que é a politicagem
Que só devasta o Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por interagir conosco