quinta-feira, 7 de agosto de 2014

CENAS DA POLÍTICA BRASILEIRA

Em alguma cidade do Nordeste:

Eu recordo que um certo candidato
Lá em casa chegou de cara lisa,
Prometeu-me uma calça, uma camisa,
Um chapéu, a gravata e um sapato,
Na parede pregou o seu retrato,
E eu lhe disse: – Meu voto é do senhor!
Prometeu um pirão de corredor,
Não deu nem a farinha do pirão,
Com três meses depois da eleição
Ninguém lembra o que disse ao eleitor.

João Furiba

Em alguma capital do Norte:

O prefeito licitou seis viadutos
Já pensando em criar mobilidade
Para dar mais acessos à cidade
Na saída e entrada de produtos
Os contratos “viciados” e fajutos
Foram entregues ao senhor Procurador
Mesmo sendo detido, o tal gestor,
Não passou quinze dias na prisão.
Com três meses depois da eleição
Ninguém lembra o que disse ao eleitor.

Wellington Vicente

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por interagir conosco