domingo, 24 de março de 2013

Problemas psicológicos fazem mal à periquita

Como melhorar a saúde íntima feminina - 1 (© Personare)

Alguns bloqueios físicos e psicológicos podem diminuir a libido feminina. E para as mulheres terem uma vida sexual mais prazerosa, é preciso adotar alguns cuidados com a saúde vaginal. Além disto beneficiar o sexo, ainda estimula o próprio prazer e o da pessoa parceira, e previne complicações ginecológicas, como incontinência urinária, prolapso genital (queda do útero) e dispareunia (dor vaginal).

A vagina, assim como o ventre, é símbolo do orgulho feminino e o que, de forma geral, anatomicamente diferencia as mulheres dos homens. E o nosso cérebro faz associações entre as emoções e essa região do corpo feminino. Toda vez que passamos por sentimentos fortes na vida, o cérebro envia estímulos para o corpo, onde serão registrados os acontecimentos que vivemos.

Por exemplo: quando nos sentimos sobrecarregados de responsabilidades, o cérebro mandará estímulos para o músculo do trapézio, deixando tensa a musculatura das costas e do ombro. É daí, inclusive, que vem o termo "carregar tudo nas costas". O mesmo ocorre com as emoções envolvendo a vida amorosa, como conflitos de relacionamento ou sexuais, como uma traição, por exemplo. Nesse caso, o sentimento de cobrança ou desilusão será refletido, por meio do cérebro, no útero e na musculatura vaginal da mulher. Isso poderá prejudicar a vida sexual de alguma forma, deixando os músculos da vagina tensos e enfraquecidos, que por sua vez causarão problemas como retenção ou infecção urinária e dor na relação sexual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por interagir conosco