terça-feira, 1 de novembro de 2011

E SE O PADRE E O PASTOR FOR GAY?


O ex-deputado federal Walter Brito Neto voltou a ser polêmico ao tratar das relações homoafetivas. Homofóbico declarado, o parlamentar participou de um debate do programa Correio Debate, da Correio Sat, com a vereadora Sandra Marrocos sobre o tema, dias após o Supremo Tribunal de Justiça aprovar o casamento homossexual.

Bastante contrariado com a decisão da Justiça, o ex-parlamentar afirmou que os juízes estão se colocando acima das vontades de Deus, e da própria lei, ao permitirem esse tipo de matrimônio. Não satisfeito com as duras críticas ao Poder Judiciário, Walter Brito ainda conclamou os padres e pastores a se unirem contra a lei, pois, segundo alegam, serão eles mesmos vítimas dela. “Eles se omitindo acabarão sendo as grandes vítimas. Se quiserem depois fazer pregação contra o casamento podem ser presos, por que é isso que prevê a lei”, declarou.

MaisPB 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por interagir conosco