domingo, 1 de agosto de 2010

DIA DO ORGASMO

O mundo comemorou, neste sábado, o Dia Internacional do Orgasmo.Embora a data seja tão importante, não houve festejo, os candidatos não pausaram as passeatas para se dedicarem a uma trepadinha, todo mundo trabalhou normalmente, de modo que, se orgasmos aconteceram, devem ter surgido em alguma boca de noite ou em hora furtiva.

Se eu fosse governante, dava um feriadão. Haverá, por acaso, coisa mais importante do que um orgasmo sentido, tirado lá de dentro do peito, daqueles que extravasam a alma e faz o homem gemer, urrar, uivar, pedir bis e até chorar?

E quanto a mulher! Vê-la arrancar os cabelos, clamar por Nossa Senhora, chorar feito menina nova, uivar como uma loba, gritar, esquecer etiquetas, comportamentos, tornar-se puta da cabeça aos pés, claro que é uma glória.

Tenho aqui comigo um levantamento falando de recordes registrados sobre o assunto:

  • Diz o estudo que o maior número de orgasmos conseguido por uma mulher foi de 134 em uma hora, documentado no começo dos anos 70 por William Hartman e Marilin Fithian.
  • Segundo o mesmo estudo, em 1995, cientistas do Instituto Rutgers observaram um homem de 35 anos ejacular seis vezes em 36 minutos, sem perder a ereção.
  • Conforme o levantamento estatístico, o orgasmo feminino mais rápido registrado em um laboratório chegou em 15 segundos (o tempo médio é de 20 minutos).
  • Já o mais longo orgasmo masculino registrado foi de 13 segundos (aí o nêgo se peida todo).
  • O feminino mais longo foi de 51 segundos (e haja uivos!).
  • Continuando a leitura de tão proveitoso assunto, vemos que em 1995 Annabel Chong teve sexo oral ou vaginal 251 vezes com 80 homens em dez horas.
  • Por outro lado, em 1996 Jasmin St. Claire quebrou o recorde: 300 vezes com 51 homens.
  • Por último, diz a estatística que me chegou às mãos que quem detém o recorde atual é a pornô star Houston, que foi penetrada 620 vezes por 60 homens.

do blogdotião

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por interagir conosco