quarta-feira, 3 de março de 2010

TODO HOMEM É UMA ILHA. FIDEL É A ILHA DE CUBA

Cuba Lançando Urgente – ‘Nunca mandamos matar adversários’, diz Fidel. É verdade. Ele manda atirar. Se morrer é porque Deus quis.

Aliás, até dava pro Fidel lançar a paródia da Ilha de Caras: a Ilha de Cubas. Venha conhecer nosso paredão. Nosso chef vai preparar um almoço especial pra você que faz greve de fome, incluindo pastel de vento e água em pó.

É por essas e outras que Cuba tem a simpatia do governo brasileiro. Aquele mesmo que entrou com representação no Conar, pedindo a suspensão da publicidade da Devassa. Parece que estão pedindo para tirar a Paris Hilton. Então, só tem duas opções pro lugar dela: a Dilma ou a dona Marisa.

Vai todo mundo parar de beber cerveja. Vai ser pior do que aquelas imagens de gente morrendo nas embalagens de cigarro.

1 comentários:

Guilherme Scalzilli disse...

Cuba é aqui

Os democráticos inimigos da ditadura cubana sofrem de indignação seletiva. Ninguém ousaria defender que um presidente brasileiro se negasse a visitar os EUA sob a alegação de que o país tortura inocentes em campos de concentração. E ai do jornalista que constrangesse o mandatário, em visita à Casa Branca, a se pronunciar sobre o tema.

Os adversários de regimes autoritários curiosamente silenciam sobre a proibição da Marcha da Maconha no Brasil (para citar um exemplo inofensivo). A Justiça viola preceitos constitucionais básicos ao nosso lado, mas, claro, temos outras prioridades. Democracia nos olhos dos outros é refresco. Sorte que existe o Fidel para nos distrair de nossas próprias instituições putrefeitas.

Um comentário:

  1. Cuba é aqui

    Os democráticos inimigos da ditadura cubana sofrem de indignação seletiva. Ninguém ousaria defender que um presidente brasileiro se negasse a visitar os EUA sob a alegação de que o país tortura inocentes em campos de concentração. E ai do jornalista que constrangesse o mandatário, em visita à Casa Branca, a se pronunciar sobre o tema.
    Os adversários de regimes autoritários curiosamente silenciam sobre a proibição da Marcha da Maconha no Brasil (para citar um exemplo inofensivo). A Justiça viola preceitos constitucionais básicos ao nosso lado, mas, claro, temos outras prioridades. Democracia nos olhos dos outros é refresco. Sorte que existe o Fidel para nos distrair de nossas próprias instituições putrefeitas.

    ResponderExcluir

Obrigado por interagir conosco