sábado, 16 de janeiro de 2010

JUNTOS, MAS SEPARADOS

Contam que no sábado último, ficaram sob as mesmas telhas o prefeito Ricardo Coutinho, o senador Cícero Lucena e o ex-governador Cássio Cunha Lima. Mas foi um ficado meio sem graça, sem jeito. Cássio passou o tempo todo ao lado de Ricardo, Cícero ficou num canto de parede, amuado e Ricardo, olhando lá de longe, de vez em quando tentava dar um tchauzinho para o senador, não se sabe com quais intenções, se pra fazer pouco dele ou tentar aderi-lo ao seu esquema político.

Cícero nem beber, bebeu. E olhem que tinha contreau, sua preferida. É que não dava. Se enchesse a cara, seria bem capaz de ir tomar satisfações com Cássio, tipo assim "Você me usou, abusou e depois jogou fora".

Foi uma tristeza, podem acreditar. Dava pena ver Cícero jogado às traças, vendo seus amores antigos correndo atrás de um amor novo. Com ele, somente o fiel Maurílio Batista e mais uns amigos de horas difíceis que ainda não abandonaram o barco.

Quanto a Cássio e Ricardo, quem os via era capaz de jurar que nunca foram adversários. Afinidade era o que se notava nos dois. Era vê-los e achar que são amigos de infância, nasceram e se criaram juntos, correndo de pega pelas ruas de Campina e Jaguaribe.

blogdotião

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por interagir conosco